Nossa família, além das férias, aproveita praticamente todos os finais de semana e feriados para colocar o pé na estrada. Para nós, viajar com a Malu é uma das coisas mais prazeirosas que tem e, para garantirmos o sucesso de cada jornada, procuramos deixar tudo bem organizado. Além da escolha do destino, a procura por passagens aéreas, seguro viagem, hospedagem, aluguel de carro já com cadeirinha, entre outros pontos, as malas da nossa bebê são extremamente planejadas. 

No que se refere a bagagens de mão, já temos um check list pronto de todos os itens indispensáveis, tanto para viagens nacionais e internacionais, como para percursos de avião e carro. 

  • Documentação

Tanto para viagens de carro ou de avião, crianças de 0 a 15 anos acompanhadas por pais ou responsáveis, têm de levar a Certidão de Nascimento, original ou cópia autenticada, ou um documento com foto, que pode ser o RG ou o passaporte válido. 

*Não é necessária autorização judicial nos casos de menores de 16 anos acompanhados de pais, avós, bisavós e tios, desde que as relações sejam comprovadas por documento oficial. Para o caso de algum terceiro, o responsável pode autorizar por meio de autenticação em cartório. 

  • Documentação

    Passaporte para viagens internacionais

De 0 aos 17 anos as crianças e adolescentes têm de estar com passaporte válido. 

Em países da América do Sul, com exceção das Guianas, é possível viajar só com o RG, mas é sempre bom ter o passaporte também como opção. 

*Os pequenos têm de estar acompanhados pelos pais ou responsáveis ou com autorização de viagem. 

Um item que faz parte da nossa organização para viajar é a contratação de Seguro Viagem e eu sempre adquiro o meu com a APRIL. A seguir entenda melhor como funciona, de acordo com cada destino:

Viagens Nacionais

No caso de viagens nacionais, para quem tem plano de saúde, é importante verificar com a operadora se a cobertura cobre outros estados. Muitos dos planos de saúde têm cobertura apenas regional ou municipal e não costuma ser adequada ao destino. Além disso, não comunicam sobre a Central que vai te atender: onde fica e se falam português.  A maioria oferece o seguro com uma cobertura única, independentemente do número de sinistros que possam ocorrer e limitam a cobertura por um período específico e não dispõem de coberturas como seguro bagagem. Por todos estes motivos, indico a APRIL, inclusive para viagens nacionais.

Viagens Internacionais

E para viagens internacionais, quando estamos longe de casa, o Seguro Viagem é obrigatório. Só de pensar no prejuízo e na dor de cabeça caso aconteça algum problema, vale, e muito, investir pela tranquilidade.

Há ainda o fato de muitos países exigirem, de fato, um seguro viagem na hora da imigração. Na Europa, 26 países assinaram o Tratado de Schengen, que determina a obrigatoriedade de um seguro com cobertura de no mínimo € 30 mil para turistas ingressarem no território. A exigência não é apenas dos europeus – os latinos Equador, Venezuela e Cuba também pedem que os visitantes apresentem esta documentação. Veja aqui a lista de países.

*O Seguro Viagem da APRIL, além da parte de saúde e odontologia, ainda garante a cobertura de extravio de bagagem e despesas farmacêuticas, cobre taxas de cancelamentos da viagem caso seja necessário refazer os planos. Ou seja, contratar é a garantia de termos com quem contar em caso de aperto longe de casa.

Mais informações em Seguro viagem: por que é importante em viagens com crianças?

Leia também: April responde tudo sobre seguro viagem

  • Alimentação

  • Lanchinhos e papinhas

Kit mamadeira

Nas malas de mão é permitido pela Anac levarmos o alimento que será consumido pelo bebê durante o voo, seja ele nacional ou internacional. Os comissários esquentam, inclusive. Algumas alternativas práticas:

Empório da Papinha

Gourmetzinho

Da Vovó Papinhas

Nos passeios ou viagens de carro, procuro levar sempre lanchinhos com frutas, que ela adora, seja a própria fruta, como banana que é fácil de transportar, biscoitos ou potes com papinhas. Abaixo algumas opções úteis para isso:

Bolsa Térmica

Conjunto de Potes para Armazenar Papinha e Alimentos

Porta Papinha com Tampa e Silicone

Porta Biscoitinhos

Nem todos sabem, mas levar leite em pó é permitido sempre: em voos nacionais ou internacionais, em malas de mão e bagagens despachadas, em embalagens fechadas ou abertas, potes de doses ou seja como for. 

O mesmo para quando quisermos levar as mamadeiras já com água. Sempre liberadas em voos nacionais e internacionais! 

Mais informações em Leite em pó e mamadeiras em viagens de avião

  • Saúde 

Faz parte do check list da mala da Malu uma listinha de medicamentos recomendados pelo pediatra. 

  • Tylenol e/ou Novalgina
  • Rinossoro
  • Termômetro
  • Colic calm
  • Camomilina C

*Importante lembrar que para o caso de haver alguma necessidade de ir ao médico durante uma viagem, seja por uma dor de garganta, uma queda ou uma infecção gastrointestinal, certamente sairemos do consultório com uma receita médica que pode conter anti-inflamatórios, antibióticos, remédios para dor, antitérmicos, entre outros. Com o seguro viagem APRIL, essas despesas farmacêuticas são reembolsadas. 

  • Bem-estar

Para garantir o conforto dos nosso bebês em viagens, tanto de avião quanto de carro:

  • duas trocas de roupa completas
  • babador de pano
  • pano de boca
  • trocador portátil
  • manta
  • copo d’água
  • lenço umedecido
  • fraldas
  • chupeta extra

Leia também: Guia com tudo que a mala do bebê precisa ter em uma viagem 

  • Entretenimento

Brinquedinho sempre presente

Para ajudar a distrair a Malu nas horas de deslocamento, sempre coloco na mala de mão:

  • brinquedos fáceis de levar
  • O livro Brincando na Viagem, 84 maneiras de entreter as crianças durante as horas de viagem: Uma sugestão que gosto muito. São dicas simples de brincadeiras conhecidas, muitas nem precisam de brinquedos ou apetrechos, ou quando precisam são fáceis de levar ou ainda podem ser produzidas em casa ou durante a própria viagem. Um exemplo é usar o jogo americano de papel das lanchonetes e restaurantes para fazer dobraduras de avião, barco, chapéu – diversão garantida e tempo suficiente até a comida chegar e comermos.

Há várias outras opções de publicação que podem ser consultadas aqui:Livros e guias para viajar com bebês e crianças

  • Critério para bagagens de mão em avião

Assim como as nossas, as do bebê também têm de respeitar as políticas das cias aéreas e critérios de segurança. Em voos nacionais, a mala tem que ter até 55 cm x 35 cm x 25 cm (altura, largura e comprimento), incluindo bolsos, rodas e alça e não pode ultrapassar 10 kg. Nos voos internacionais, em sua maioria, o tamanho é o mesmo, mas pode depender de cada companhia aérea. Segundo a Anac, carrinho de bebê dobrável ou bebê conforto também podem ser levados como bagagem de mão (mais informações em  Guia sobre transporte de bebês e crianças em viagens).

Para saber se o seu filho terá direito a bagagem despachada e/ou de mão, consulte sua companhia aérea, pois pode variar entre tipo de tarifa, destino e empresa. Na nossa experiência voando de Latam, por exemplo, a bebê não tinha direito a bagagem de mão, mas teve direito a uma bagagem despachada de 23 kg. Por isso, na ocasião, levamos uma mala única de mão com as minhas coisas e as coisas dela. 

  • Extravio de Bagagens

Muitos pensam que Seguro Viagem serve somente para questões de emergências relacionadas à saúde. Bagagem protegida é um outro benefício.

Extraviar uma mala, especialmente de uma criança, pode tornar-se um grande problema. Com o Seguro Viagem da APRIL, no caso disso acontecer, somos reembolsados seja pelos gastos realizados por conta da demora da entrega da bagagem ou por extravio total.

❤️